ARTIGOS





FILHOS POR ADOÇÃO


Deus tem levantado uma geração de jovens em todo o Brasil, uma geração de jovens inconformados com o pecado. Uma geração de jovens que não encontram mais vontade de fazer as coisas pecaminosas que este mundo oferece. Por muito tempo somos taxados de crentes caretas, retrógrados, ultrapassados, mas eu gostaria de afirmar que neste tempo Deus está levantando uma geração de Jovens fortes que estão saindo da caretice do pecado. Esses jovens precisam de cuidados espirituais. Quem os adotará para cuidar e guiá-los pelo caminho da verdade?
GERAÇÃO INCONFORMADA
Deus tem abrido os olhos dessa nova geração inconformada com tantas desgraças que vem acontecendo na sociedade em detrimento do pecado e da vida desordenada das pessoas e eles querem mudança, só que nenhuma nação muda sem Jesus. Não existe mudança de mentalidade coerente sem Jesus e quando conhecemos a palavra de Deus fica mais fácil ensinar o que é certo aos nossos filhos.
Salmo 78:3-7 “ O que ouvimos e aprendemos, o que nos contaram nossos pais, não o encobriremos a seus filhos; cantaremos à vindoura geração os louvores do Senhor, e o seu poder, e as maravilhas que fez. Ele estabeleceu um testemunho em Jacó, e instituiu uma lei em Israel, e ordenou a nossos pais que os transmitissem aos seus filhos...”
Esse texto se reporta aos pais, aos mais velho que são os responsáveis espirituais pela nova geração.
VEJAMOS O EXEMPLO DE MARIA E JOSÉ
Deus escolheu Maria para ser a mãe de Jesus. Deus mandou o anjo Gabriel se revelar para ela a respeito da chegada de Jesus, mas Deus também escolheu José, pois ele era desposado com Maria e Deus levou isso em consideração, foi por isso que o anjo apareceu também a José, pois ele estava sendo escolhido para ser o pai adotivo de Jesus.
JOSÉ, UM NOIVO DECEPCIONADO
A princípio José ficou muito decepcionado com sua noiva, mas assim que Deus abriu os olhos do seu entendimento ele passou a compreender o que Deus estava fazendo.
“ Mas José, seu esposo, sendo justo e não querendo infamar, resolveu deixá-la secretamente. ” (Mt. 1.19)
Muitas dúvidas se passaram na mente de José, afinal a mulher que ele havia escolhido para ser sua esposa estava grávida de alguém que não era ele.
“ Enquanto ponderava nestas coisas, eis que lhe apareceu, em sonho um anjo do Senhor, dizendo: José, filho de Davi, não temas receber Maria, tua mulher, porque o que nela foi gerado é do Espirito Santo. ” Mt 1.20
Ao ouvir o que o anjo lhe fara, José reconsidera sua decisão e aceita continuar com Maria.
Quando Jesus nasceu, o anjo apareceu a José dizendo em sonho dizendo: Dispõe-te, toma o menino e sua mãe, foge para o Egito e permanece lá até que eu avise; porque Herodes há de procurar o menino para o matar. Mt. 2:13
José começou a receber Jesus como filho adotivo e cuidar dele. Jesus precisava da figura de um pai terreno.
José foi chamado por Deus para ser um pai adotivo e nós quando somos chamados por Deus somos chamados para recebermos filhos que estão inseridos nesse chamado. Antes dos filhos nascerem Deus já está preparando quem vai cuidar espiritualmente deles.
Quando você entra num relacionamento de discipulado, você se compromete com os filhos que esse discipulado vai gerar.
“ Contudo, aos que o receberam, aos que creram em seu nome, deu-lhes o direito de se tornarem filhos de Deus. ” João 1:12
CASAMENTO COM O DESTINO PROFÉTICO DO CONJUGE
“Portanto o Senhor mesmo vos dará um sinal; eis que uma virgem, conceberá e dará luz um filho, e será seu nome Emanuel.” (Isaias 7:14)
Emanuel significa, Deus conosco. Significa que a partir do nascimento de Cristo, ele estaria para sempre ao nosso lado.
O destino profético de Maria já estava estabelecido desde a eternidade. Quem se casasse com ela seria a pessoa escolhida por Deus para aceitar esse destino. José foi feito exatamente para ser o marido de Maria. Deus tem um destino traçado para cada um de nós.
Deus estabelece tanto o destino de pessoas como de cidades, nação, território.
Belém da Judeia fazia parte do destino de Deus, de Maria, de José e de Jesus. “ E tu, Belém Efrata, pequena demais para figurar como grupo de milhares de Judá, de ti me sairá o que há de reinar em Israel, e cujas origens são desde os tempos antigos; desde os dias da eternidade. ” (Miqueias 5.2)
Quando você se casa com alguém que tem um chamado ministerial, você se casa com os filhos desse ministério. Quando você se torna membro de uma igreja local, você se compromete com a visão desse lugar e com os filhos que serão gerados lá.
Deus nos adotou em Cristo Jesus e foi esse legado que Deus deixou para nós, fazer discípulos, cuidar de pessoas.
QUEM ADOTA, CUIDA E PROTEGE
José, o pai adotivo de Jesus, cuidou dele muito bem quando era criança e adolescente, protegendo da morte e fugindo para o Egito com Maria e Jesus. Nesse momento o bebê precisava de proteção até mais do que sua mãe.
“ Em amor nos predestinou para sermos adotados como filhos, por meio de Jesus Cristo, conforme o bom propósito da sua vontade. Ef 1:5’’
Ao recebermos filhos espirituais precisamos dar proteção.
Deus poderá ordenar que uns gerem e outros cuidem. Existem pessoas que se convertem em uma igreja e vão para outra. Nem todos que vamos cuidar são filhos legítimos, ou seja, aqueles que nós levamos para Jesus, mas podemos receber por adoção quantos pudermos cuidar.
“ Eu plantei, Apolo regou; mas Deus deu o crescimento. ” (1 Co. 3.6)
Maria não estava gerando no seu ventre apenas um filho, ela estava gerando a história da humanidade.
E você que história está escrevendo?
Qual a sua disponibilidade em ser um pai espiritual ou uma mãe espiritual de alguém?
Saiba que aquilo que você foi chamado por Deus para fazer é o que já estava determinado na eternidade para sua vida. Não desista do seu chamado, pois nele está a sua direção e a sua vitória.

Destaques




Últimos Artigos




Próximos Eventos